4 TEMPERAMENTOS NA EDUCACAO DOS FILHOS, OS

ITALO MARSILLI
EDICOES LIVRE

39,90

Estoque: 11

O Ensayo sobre el catolicismo, el liberalismo y el socialismo é a obra-prima de Juan Donoso Cortés, escrita a pedido de seu amigo Louis Veuillot. Ao mesmo tempo filosofia política e apologia da doutrina católica, a obra considera a ação da Providência Divina na história universal, proclama a grandeza da Europa cristã e afirma o dogma católico como o supremo elemento civilizador da sociedade humana. Dividido em três livros, o ensaio foi publicado em 1851 em Paris e em Madri, dois anos antes da morte de Donoso Cortés. “O catolicismo é um sistema de civilização completo. […] Pelo catolicismo a ordem entrou no homem, e pelo homem entrou nas sociedades humanas. O mundo moral encontrou no dia da redenção as leis que perdera no dia da prevaricação e do pecado. O dogma católico foi o critério das ciências, a moral católica o critério das ações, e a caridade o critério dos afetos”.   Sobre o Autor: JUAN DONOSO CORTÉS, Marquês de Valdegamas (1809–1853), foi um filósofo, político e diplomata espanhol. Estudou Direito nas universidades de Salamanca e de Sevilha, e mudou-se para Madri em 1832, quando começou sua atividade como jornalista político, e logo sua carreira política, de viés conservador. Para Cortés, o liberalismo político e o parlamentarismo eram flagelos que acabariam com o patriotismo, a inteligência e a moralidade. Membro da Real Academia Espanhola e da Legião de Honra francesa, faleceu em Paris, onde era embaixador. Seus restos repousam num mausoléu no Cemitério de Santo Isidoro de Madri ao lado de Moratín, Meléndez Valdés e Goya.