Trabalho: Uma história de como utilizamos o nosso tempo: Da Idade da Pedra à era dos robôs

Suzman, James
VESTIGIO

74,90

Estoque: 14

“Este livro muda a forma como pensamos sobre o trabalho. Fascinante.”Yuval Noah Harari, autor do best-seller SapiensUma revolucionária e nova história da humanidade, apresentada através do prisma do trabalho pelo conceituado antropologista James Suzm an.O trabalho define quem somos. Determina nosso status e nos dita como, onde e com quem gastamos a maior parte do nosso tempo. Faz a mediação da nossa autoavaliação e molda nossos valores. Mas somos tão intimamente conectados ao trabalho quanto pens amos? Nossos ancestrais na Idade da Pedra também viviam para trabalhar e trabalhavam para viver? E como seria um mundo no qual o trabalho tivesse um papel menos importante?Para responder essas questões, James Suzman traça uma ampla história do “traba lho”, das origens da vida na Terra até nosso presente cada vez mais automatizado, desafiando alguns dos nossos mais fortes pressupostos sobre quem somos. Trazendo conceitos da antropologia, arqueologia, biologia evolucionária, zoologia, física e econ omia, ele mostra que enquanto evoluímos para encontrar diversão e propósito no trabalho, durante a maior parte da história humana nossos ancestrais trabalharam muito menos e pensavam de modo bem diferente sobre trabalho em relação ao que trabalhamos e pensamos hoje. Ele demonstra como nossa cultura do trabalho tem raízes na revolução agrícola, ocorrida há 10 mil anos. Nossa ideia do que é ser humano foi transformada pela transição do forrageamento para a produção de comida e, posteriormente, pel a nossa migração para as cidades. Desde então, nossas relações uns com os outros e com nossos ambientes, e até mesmo com nossa percepção de passagem do tempo, não têm mais sido as mesmas.Argumentando que estamos atualmente em um ponto de transformaçã o similar na história, Suzman mostra como a automação pode revolucionar nossa relação com trabalho e, dessa forma, abrir as portas para um futuro mais sustentável e igualitário, para o mundo e para nós mesmos.