Novelas completas: Felicidade conjugal, A morte de Ivan Ilitch, Sonata a Kreutzer, Padre Siérgui

Tolstói, Liev
TODAVIA EDITORA S/A

69,90

Estoque: 29

Liev Tolstói não se satisfez apenas em escrever Guerra e paz e Anna Kariênina, caudalosos e imortais romances da literatura universal. Com apenas um desses livros seu lugar já estaria garantido na posteridade. Mas o autor russo também foi um dos gran des praticantes da novela, esse gênero de ficção breve, a meio caminho entre o conto e o romance. As quatro novelas aqui reunidas, com tradução e textos de apresentação de Rubens Figueiredo, são o melhor exemplo dessa arte rigorosa e fascinante. Estã o entre os mais formidáveis capítulos da literatura de todos os tempos, pois apresentam, com profundidade e inteligência raras, a vida de seres humanos em sua totalidade. Publicada quando Tolstói tinha 31 anos, Felicidade conjugal se concentra no ca samento de uma adolescente com um amigo da família. Foi, para o escritor, um verdadeiro tour de force: a história é narrada pela jovem personagem Máchenka, algo que naquela época não era nada trivial. Suprema meditação sobre a finitude, A morte de Iv an Ilitch foi escrita quando o autor tinha 58 anos, era pai de treze e filhos e se encontrava numa profunda crise pessoal. Trata-se da história de um juiz cuja vida é atravessada sem maiores reflexões, e interrompida pela perspectiva de uma doença te rminal. Sonata a Kreutzer, baseada em uma história real, foi motivo de controvérsia quando publicada, em 1890, chegando a ser banida de alguns países. O texto expõe, com riqueza de detalhes e longas descrições, um adultério e um crime passional. Por fim, Padre Siérgui, cuja publicação só veio a lume depois da morte do autor, mostra o gosto de Tolstói pelas narrativas de vidas de santos. O protagonista, um nobre e militar, homem bem-sucedido também na vida sentimental, abandona tudo para se dedic ar à vida monástica.